Compromisso com a verdade dos fatos

Bem-vindo ao blog Garimpando Palavras

quarta-feira, 16 de junho de 2010

Agentes de saúde e de endemias protestam pedindo piso nacional



Hoje, quarta-feira 16 e amanhã, quinta 17, os agentes comunitários de saúde e de endemias de todo o Brasil cruzam os braços para cobrar do governo Lula a regulamentação da emenda constitucional, já aprovada pelo Congresso, que lhes garante a isonomia do piso nacional. Essa mobilização está sendo coordenada pela Conacs – Confederação Nacional de Agentes de Saúde e de Endemias. “Nessa manifestação queremos mostrar ao Governo Lula, ao Ministério da Saúde, que nós estamos pedindo o que é de direito. O valor do piso já é constitucional, aprovado pela emenda 63, faltando apenas ser regulamentada por lei ordinária”, comentou João Bosco Valadares, presidente do Sindicato dos Agentes de Saúde e de Endemias de Patos e Região, acrescentando que a categoria poderá tomar medidas mais contundentes em nível nacional, caso não aconteçam avanços nas negociações.
Bosco explica que o governo deve ser mais sensível e a Conacs já ofereceu uma excelente proposta, que é o escalonamento do aumento em três anos, 2010, 2011 e 2012. Hoje cerca de 500 mil agentes de saúde e de endemias estão parados, desses 300 em Patos, segundo João Bosco. Outra bandeira tratada nesta manifestação em Patos diz respeito à implantação da insalubridade nos contracheques dos agentes comunitários de saúde. “Temos dois laudos mostrando o grau de insalubridade dessa categoria, faltando apenas a Prefeitura acrescentá-la no contracheque do servidor”, conclui Valadares. O prefeito Nabor Wanderley já concedeu aumento de 40% na insalubridade para os agentes de endemias.

Um comentário:

edinaldo disse...

Em moraújo- ce,os agentes de endemias não são valorizados, não recebem insalubridade,apenas 510 reais menos o desconto recebo 468. apenas isso é uma vergonha...

Arquivo do blog